Notícias

👥 A FENINFRA esteve presente na reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para pedir mais pressa na votação de um projeto de lei que busca prorrogar a medida até dezembro de 2026.

📌 Na oportunidade, a presidente da FENINFRA também pontuou que o governo não precisaria abrir mais espaço no Orçamento porque a desoneração da folha facilita a geração de empregos formais, o que acarreta mais arrecadação de tributos federais.

Entre 3 a 6 milhões de trabalhadores podem perder os empregos, nos próximos meses, se a desoneração da folha, que está sendo discutida na Câmara, não for aprovada rapidamente. O texto contempla os 17 setores que mais empregam no país. A desoneração acabaria no fim de 2021. O projeto, em estudos, a prorroga, até 2026. Indústrias têxtil, calçados, máquinas e equipamentos, proteína animal, construção civil, comunicação, transporte rodoviário e call center são alguns dos 17 setores principais que empregam 6 milhões de trabalhadores, especialmente jovens. Se a desoneração não for aprovada, transportes e alimentação terão aumento de 10, num primeiro momento, e 1 milhão perderão o emprego imediatamente.

Diante do quadro dramático, os trabalhadores das centrais sindicais fazem manifestação da Segunda-feira (25), às 15h, na esquina da Paulista com a rua Augusta, em frente ao Banco do Brasil, sede do governo federal em São Paulo.

👥 FENINFRA esteve em reunião com o competente Secretário da Casa Civil do Governo de São Paulo - Cauê Macris @cauemacris, e com a Secretária de Desenvolvimento Econômico.

📌 Na oportunidade, o Secretário ratificou o evento sobre 5G a ser realizado no dia 9 de Novembro. O Governo do Estado de São Paulo será um exemplo para os Estados em iniciativas desta modalidade.

👉Na oportunidade, será entregue ao Presidente da Assembleia Legislativa, Carlão Pignatari, projeto de lei de antenas.

A FENINFRA esteve hoje em reunião com Ministra Flávia Arruda (@flaviaarrudadf ).

Competente, inteligente e bastante positiva.

Apresentamos as inúmeras vantagens sociais, e de investimentos da desoneração.

Caso não seja mantida,  será criada a indústria da demissão e quebra de empregos.

‼Ninguém suporta mais aumento de tributos!

A GREVE DO SINTTEL GO FOI CONSIDERADA ILEGAL!!!

O Dissidio Coletivo de Greve - DCG 0010763-05.2021.5.18.0000, no dia 28 de setembro de 2021, por decisão Desembargador Geraldo Rodrigues Nascimento, Vice Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região, CONSIDEROU ILEGAL A GREVE DO SINTTEL GO.

O SINTTEL GO foi impedido fazer greve e foi intimado a suspender as greves já iniciadas, ficando sujeito a multa diária de R$10.000,00 (dez mil reais) caso não fossem retomadas as atividades.

As empresas devem levar a decisão ao conhecimento de seus colaboradores, alertando para a ILEGALIDADE DA GREVE e suas consequências.

Contamos com a colaboração de todas as empresas no sentido de enviar ao SINSTAL pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. todos os materiais que comprovem a GREVE ILEGAL em suas empresas, a exemplo de fotos, vídeos, entre outros.

  pdf A integra da referida decisão está disponibilizada neste site. (84 KB)

Federação Nacional de Call Center, Instalação e Manutenção de Infraestrutura de Redes de Telecomunicações e de Informática.

Localização

Endereço :

Rua Joaquim Floriano, 466 – Conjunto 1.002 – 10º and – Ed. Brascan Century Corporate – Itaim Bibi – CEP: 04534-002 - São Paulo - SP

Telefone :

+55 (11) 3074-5600

Informativos da FENINFRA

Cadastre-se para receber informativos da FENINFRA.